Docker

(7 minutos de leitura) Nos últimos anos, Docker se tornou uma palavra popular na indústria de tecnologia. Mas o que exatamente é o Docker e como ele funciona? No texto de hoje iremos explorar os fundamentos do Docker e como ele pode ajudar desenvolvedores e organizações a simplificar seus processos.

Docker

(7 minutos de leitura)


Nos últimos anos, Docker se tornou uma palavra popular na indústria de tecnologia. Mas o que exatamente é o Docker e como ele funciona? 

No texto de hoje iremos explorar os fundamentos do Docker e como ele pode ajudar desenvolvedores e organizações a simplificar seus processos. Vem conferir tudo sobre Docker agora mesmo!


O QUE É DOCKER?

Docker é uma plataforma de código aberto que permite aos desenvolvedores de software criar, implantar e executar aplicativos em um ambiente independente.

O Docker se tornou uma ferramenta popular para desenvolvedores devido à sua capacidade de fornecer um ambiente leve, seguro e isolado para aplicativos. 

O software ajuda a eliminar a necessidade de os desenvolvedores gastarem tempo configurando seus próprios servidores ou criando máquinas virtuais complicadas.

O Docker é composto de vários componentes, incluindo um servidor, mecanismo de tempo de execução, repositório de imagens e interface de linha de comando (CLI). 

O servidor executa o mecanismo Docker que gerencia todas as imagens e contêineres. 

As imagens são criadas a partir do código do aplicativo existente e implantadas como modelos somente leitura, enquanto os contêineres são ambientes isolados que mantêm aplicativos em execução. 

A CLI permite que os usuários interajam com a instância do Docker fornecendo comandos como construir, executar ou parar em uma imagem ou contêiner.


DOCKER x MÁQUINA VIRTUAL: QUAL A DIFERENÇA?

Docker e máquinas virtuais são duas ferramentas populares para implantar e gerenciar aplicativos. Mas quais são as diferenças entre essas duas tecnologias?

Uma máquina virtual (VM) é uma emulação de um sistema de computador específico, permitindo que os usuários instalem vários sistemas operacionais (SO) em um servidor físico ou host. 

Todas as VMs são completamente isoladas umas das outras, o que significa que as alterações feitas em uma não afetarão as outras. Além disso, as VMs podem fornecer suporte completo de hardware e sistema operacional para aplicativos, tornando-as ideais para projetos maiores que exigem configurações específicas.

Em comparação, o Docker é uma tecnologia baseada em contêiner que permite aos usuários agrupar um aplicativo e suas dependências em uma única imagem de contêiner. 

Ao contrário das VMs, os contêineres do Docker compartilham o mesmo kernel do sistema operacional do sistema host, reduzindo o uso de recursos e fornecendo mais flexibilidade em relação aos requisitos de hardware.


COMO O DOCKER FUNCIONA?

O Docker é uma plataforma poderosa e popular para executar aplicativos de software em contêineres. 

O software conta com a funcionalidade do kernel do Linux para fornecer a seus usuários um ambiente virtual para desenvolver, implantar e gerenciar aplicativos. Com o Docker, os desenvolvedores podem criar pacotes conhecidos como "containers" que contêm todas as dependências necessárias para que um aplicativo seja executado de forma independente e confiável em diferentes sistemas operacionais.

O Docker utiliza dois componentes principais do kernel do Linux – cGroups e namespaces – para atingir seu objetivo de fornecer flexibilidade e independência. 

cGroups limitam os recursos usados por cada container, garantindo que um container não consuma muitos recursos ou afete outros containers rodando simultaneamente no mesmo servidor. 

Namespaces isolam cada container um do outro para que possam ser executados sem interferir ou afetar outros contêineres ou processos em execução na mesma máquina.


CONHEÇA AS DIFERENÇAS ENTRE DOCKER E CONTAINERS LINUX

Os containers se tornaram uma maneira popular de empacotar e implantar aplicativos. No mundo dos containers, duas tecnologias se destacam: Docker e Linux containers (LXC). 

Ambos fornecem serviços semelhantes – virtualização e gerenciamento leve de recursos – mas diferem em aspectos importantes.

A tecnologia Docker é baseada em LXC, mas foi ajustada para torná-la mais fácil de usar e mais flexível. 

A plataforma também foi projetada tendo em mente as necessidades modernas de desenvolvimento da Web, tornando-o ideal para desenvolvedores que precisam criar, implantar e dimensionar rapidamente seus aplicativos. 

Os contêineres do Docker são ambientes independentes que incluem tudo o que um aplicativo precisa para ser executado com êxito, desde bibliotecas e dependências até arquivos de configuração.

Por outro lado, os contêineres Linux tradicionais (LXC) são mais focados em tarefas de administração do sistema, como virtualização de servidores ou execução de vários sistemas operacionais em uma máquina.


QUAIS SÃO AS VANTAGENS DOS CONTAINERS DOCKER?

Os Containers Docker podem fornecer vários benefícios em relação aos métodos de virtualização tradicionais, como escalabilidade aprimorada e consumo de recursos. 

Essas vantagens os tornaram a escolha certa para muitos projetos, desde aplicativos da Web de pequena escala até grandes arquiteturas de nível empresarial. 

Mas afinal, quais são as vantagens dos Containers Docker? Confira aqui.


1) CAMADAS E CONTROLE DE VERSÃO DE IMAGENS
 
Camadas e versão de imagem são dois conceitos essenciais para a operação dos contêineres do Docker. 

Os contêineres do Docker usam camadas, que são uma série de imagens ou arquivos que criam uma única imagem. Essas camadas podem ser usadas para executar ou copiar rapidamente imagens existentes e dar aos usuários a capacidade de criar novas imagens com seu próprio conjunto de parâmetros.

Uma vantagem do uso de camadas é que ele permite um controle de versão rápido e fácil ao criar imagens. Isso significa que as alterações podem ser feitas facilmente em uma imagem existente sem precisar começar do zero, permitindo que os desenvolvedores modifiquem rapidamente seu trabalho sem precisar refazer toda a configuração necessária para uma compilação completa do contêiner. 

Além disso, como as camadas são isoladas umas das outras, quaisquer alterações feitas em uma camada não afetarão outra camada, a menos que especificado de outra forma.


2) REVERSÃO
 
As vantagens de reverter para uma versão anterior dos containers Docker tornaram-se cada vez mais aparentes para as equipes de desenvolvimento ágil. 

A reversão é uma parte essencial do pipeline de CI/CD e pode ser usada para identificar, diagnosticar e corrigir rapidamente problemas com aplicativos.

Quando você reverte para uma versão anterior dos containers Docker, isso permite que você desfaça quaisquer alterações feitas ou configurações que tenham dado errado. As camadas que essas diferentes versões contêm irão ajudá-lo a rastrear quaisquer problemas muito mais rapidamente, permitindo que sua equipe volte a trabalhar no aplicativo em vez de perder tempo tentando encontrar a causa raiz. 

Ter acesso às camadas também fornece informações sobre confirmações individuais em cada camada, orientando as equipes na identificação de quais componentes estão causando problemas em seu software.


3) IMPLATAÇÃO RÁPIDA

A implantação rápida é uma maneira moderna e eficiente de disponibilizar rapidamente um novo hardware. 

Com implantação rápida, o processo de ativação de novos serviços pode ser tão fácil quanto criar um contêiner para cada serviço que precisa ser implantado. Ao utilizar containers Docker, as empresas agora podem ativar vários serviços em minutos, em vez de dias ou semanas.

As vantagens de usar containers Docker para implantação rápida são vastas. 

Por exemplo, um contêiner pode conter todos os componentes de software necessários para um serviço específico, facilitando o gerenciamento de todo o sistema. 

Além disso, a implantação de vários serviços dessa maneira permite que as empresas economizem tempo e dinheiro ao reduzir os custos de mão-de-obra associados à configuração manual de servidores individuais ou máquinas virtuais. 

Por fim, com implantação rápida, também é possível testar novas tecnologias sem ter que investir em hardware adicional antecipadamente, pois você sempre pode excluir o contêiner após a conclusão do teste.


O que achou do nosso artigo? Não deixe de nos seguir nas redes sociais e acompanhar o nosso blog para ficar atualizado!
Compartilhe este artigo em suas redes sociais:
Avalie este artigo:
[yasr_visitor_votes size=”medium”]

Conteúdo

Nossos artigos mais recentes

Leia sobre as últimas tendências na área de tecnologia
Blog 16-05
Neste texto iremos falar sobre um assunto primordial na programação: o bem-estar...
Blog 14-05
Participar de competições de programação é um teste não só das habilidades...
NEARSHORE_ LATAM AS THE MAIN DESTINATION FOR THE BEST IT TALENT thumb blog
À medida que navegamos por um mundo em constante transformação e evolução...

Extra, extra!

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com as novidades em tecnologia, transformação digital, mercado de trabalho e oportunidades de carreira

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur. Venenatis facilisi.