Flutter x Cordova

(9 minutos de leitura) O mundo do desenvolvimento de aplicativos móveis está em constante evolução, com novas tecnologias surgindo regularmente. Neste artigo, mergulharemos fundo nas diferenças entre dois SDK: Flutter e Cordova, para ajudar a entender qual abordagem pode ser mais adequada para diferentes cenários de desenvolvimento. Vem ler!

Flutter x Cordova

(9 minutos de leitura)


O mundo do desenvolvimento de aplicativos móveis está em constante evolução, com novas tecnologias surgindo regularmente. 

Duas abordagens populares para criar aplicativos multiplataforma são o Flutter e Apache Cordova. Ambos visam permitir que os desenvolvedores construam aplicativos para várias plataformas, como iOS e Android, usando um único código-base. 

No entanto, essas abordagens diferem em termos de tecnologia, desempenho, experiência do desenvolvedor e outros aspectos cruciais. 

Neste artigo, mergulharemos fundo nas diferenças entre o Flutter e Apache Cordova para ajudar a entender qual abordagem pode ser mais adequada para diferentes cenários de desenvolvimento.


INTRODUÇÃO AO FLUTTER E APACHE CORDOVA

Antes de explorarmos as diferenças, vamos entender as bases do Flutter e do Cordova.


FLUTTER

Flutter é um kit de desenvolvimento de software (SDK) de código aberto, desenvolvido pelo Google, que permite a criação de interfaces de usuário bonitas e altamente personalizadas para aplicativos móveis, da mesma forma em dispositivos iOS e Android. 

A principal linguagem de programação usada no Flutter é o Dart, que também foi criada pelo Google (a plataforma beecrowd aceita 3 versões da linguagem Dart para você praticar à vontade conosco!).


CORDOVACordova, anteriormente conhecido como PhoneGap, é uma estrutura de desenvolvimento de aplicativos móveis de código aberto mantida pela Apache Software Foundation. 

Essa estrutura permite que os desenvolvedores usem tecnologias web padrão, como HTML, CSS e JavaScript, para criar aplicativos móveis que podem ser executados em várias plataformas.


DIFERENÇAS ENTRE FLUTTER E CORDOVA

Tanto Flutter quanto Cordova oferecem abordagens exclusivas para a criação de aplicativos que podem ser executados em várias plataformas, mas diferem significativamente em termos de arquitetura, desempenho e experiência do desenvolvedor.

Compreender essas diferenças é crucial para os desenvolvedores que procuram escolher o Tech Stack certo para seu próximo projeto. 

Logo abaixo, exploraremos as principais distinções entre Flutter e Cordova, esclarecendo seus pontos fortes e fracos para ajudá-lo a tomar uma decisão informada em sua jornada de desenvolvimento de aplicativos.


1- LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO

Uma das principais diferenças entre o Flutter e Cordova é a linguagem de programação principal usada para desenvolver aplicativos.

No Flutter, a linguagem de programação principal é o Dart, uma linguagem moderna e orientada a objetos, que possui características como tipagem estática opcional, compilação just-in-time (JIT) para desenvolvimento rápido e compilação ahead-of-time (AOT) para otimização de desempenho.

Já no Cordova, os aplicativos são construídos principalmente com tecnologias web padrão, como HTML, CSS e JavaScript. Isso torna o Cordova uma escolha atraente para desenvolvedores que já estão familiarizados com essas tecnologias e desejam aproveitar suas habilidades existentes.


2 - DESEMPENHO E EXPERIÊNCIA DO USUÁRIOS

O desempenho e a experiência do usuário são considerações cruciais ao escolher uma abordagem de desenvolvimento de aplicativos. Nesse aspecto, o Flutter geralmente oferece vantagens significativas sobre o Cordova.

O Flutter utiliza um mecanismo de renderização personalizado que permite criar interfaces de usuário altamente responsivas e fluidas. Isso é possível devido à renderização direta no hardware, eliminando a necessidade de usar views nativas da plataforma. Além disso, o Flutter fornece widgets altamente personalizáveis que facilitam a criação de designs atraentes e consistentes em diferentes dispositivos.

Por outro lado, o Cordova utiliza uma WebView para renderizar o conteúdo HTML, CSS e JavaScript do aplicativo. 

Isso pode resultar em um desempenho inferior, especialmente em comparação com as animações suaves e interações rápidas possíveis com o Flutter. 

A experiência do usuário também pode variar entre plataformas devido às diferenças na implementação das WebViews em sistemas operacionais diferentes.


3- INTERFACE DE USUÁRIO E DESIGN

O Flutter é amplamente elogiado por sua capacidade de criar interfaces de usuário altamente personalizadas e ricas em detalhes. Isso é alcançado por meio dos widgets do Flutter, que são componentes de interface de usuário reutilizáveis e altamente customizáveis. Esses widgets permitem que os desenvolvedores construam interfaces consistentes e visualmente atraentes, independentemente da plataforma.

O Apache Cordova, por outro lado, depende em grande parte das tecnologias web padrão para a criação da interface de usuário. Isso significa que a interface do aplicativo pode se parecer mais com um site do que com um aplicativo nativo, e a customização de elementos de interface pode ser mais limitada.


4 – ACESSO E RECURSOS NATIVOS

A capacidade de acessar recursos nativos do dispositivo, como a câmera, GPS e sensores, é um fator importante para muitos aplicativos. Nesse aspecto, o Flutter e Apache Cordova têm abordagens diferentes.

O Flutter oferece plugins nativos que permitem acessar recursos nativos por meio de uma interface de programação. Isso permite que os desenvolvedores aproveitem as funcionalidades exclusivas de cada plataforma de maneira eficiente. Os plugins do Flutter são escritos em Dart e fornecem uma camada de abstração que simplifica a integração com APIs nativas.

O Cordova, por outro lado, possui uma abordagem mais tradicional, usando plugins de JavaScript para acessar recursos nativos por meio da WebView. Embora seja possível acessar recursos nativos com o Cordova, essa abordagem pode ser menos eficiente e pode levar a um desempenho inferior em comparação com o Flutter.


5- AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO

O ambiente de desenvolvimento é outro fator importante a considerar ao escolher entre o Flutter e Apache Cordova.

O Flutter possui uma ferramenta chamada Flutter CLI, que oferece um conjunto de comandos para criar, compilar e executar aplicativos. Além disso, o Flutter vem com um Hot Reload, que permite que os desenvolvedores vejam as alterações em tempo real enquanto editam o código, agilizando o processo de desenvolvimento.

O Cordova utiliza ferramentas como o Cordova CLI e o Ionic CLI (uma estrutura construída em cima do Cordova). Essas ferramentas permitem a criação e o gerenciamento de projetos Cordova, mas o processo de desenvolvimento pode não ser tão suave quanto o oferecido pelo Flutter, especialmente em termos de Hot Reload.


CONCLUSÃO

Tanto o Flutter quanto o Cordova têm seus méritos e são escolhas válidas para o desenvolvimento de aplicativos móveis multiplataforma. A decisão entre os dois dependerá das prioridades do projeto, das habilidades da equipe de desenvolvimento e das necessidades específicas do aplicativo.

Se você está procurando uma abordagem que ofereça desempenho excepcional, uma experiência de usuário suave e altamente personalizável, o Flutter pode ser a escolha certa. 

Por outro lado, se você já está confortável com tecnologias web padrão e busca uma abordagem que permita a criação rápida de aplicativos para várias plataformas, o Cordova pode ser mais adequado.

Independentemente da escolha, ambas as abordagens podem ajudar a criar aplicativos incríveis que atendam às demandas do mercado móvel em constante mudança.


E aí? O que achou do nosso conteúdo? Não deixe de nos seguir nas redes sociais para ficar muito bem-informado!
Compartilhe este artigo em suas redes sociais:
Avalie este artigo:
[yasr_visitor_votes size=”medium”]

Conteúdo

Nossos artigos mais recentes

Leia sobre as últimas tendências na área de tecnologia
Blog 23-05-min
Você é apaixonado por programação e está sempre em busca de maneiras...
Blog 21-05
A tecnologia blockchain está transformando várias indústrias por meio dos aplicativos descentralizados...
Blog 16-05
Neste texto iremos falar sobre um assunto primordial na programação: o bem-estar...

Extra, extra!

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com as novidades em tecnologia, transformação digital, mercado de trabalho e oportunidades de carreira

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur. Venenatis facilisi.