Metaverso

(8 minutos de leitura) Você sabe o que é metaverso? Está preparado para essa nova revolução tecnológica? Vem ler nosso texto de hoje e prepare-se pra essa imersão no “mundo virtual”

(8 minutos de leitura)
Você sabe o que é metaverso? Está preparado para essa nova revolução tecnológica? Vem ler nosso texto de hoje e prepare-se pra essa imersão no “mundo virtual”

Metaverso

(8 minutos de leitura)


Apesar de definir uma tendência super atual, a expressão Metaverso não é tão nova assim. Ela começou a ser utilizada na ficção científica há algumas décadas e no cinema também como nos filmes Matrix e Jogador Número 1. 

Metaverso é uma espécie de nova camada da realidade que integra os mundos real e virtual. Na prática, é um ambiente virtual imersivo construído por meio de diversas tecnologias, como Realidade Virtual, Realidade Aumentada e hologramas. Metaverso pode ser entendido como um mundo virtual, no qual as pessoas interagem entre si e com o todo. A ideia do Metaverso é nos levar para dentro da internet que navegamos hoje.

Para entender um pouco melhor o conceito de Metaverso, vamos comparar com a nossa internet de hoje, na qual as redes sociais são as principais mediadoras do ambiente virtual. Acessamos a vida digital por meio de celulares e computadores. Com o Metaverso, a experiência será muito mais imersiva. Mais do que navegar na internet, será possível vivenciá-la em 3D.

Na prática, ao colocar os óculos de realidade virtual, equipados com fones de ouvido e sensores, será possível entrar um mundo virtual online que também incorpora realidade aumentada, avatares holográficos 3D, vídeos e outros meios de comunicação. Ou seja, como se trata de espaços fictícios, o céu é o limite e tudo é possível de ser inventado.

No Metaverso, será possível fazer compras online tendo a sensação de realmente passear pelos corredores de uma loja. Ou então se reunir com colegas de trabalho em uma reunião utilizando salas 3D e avatares. Por aí nós podemos começar a entender que, nesse universo, que ainda não é real em sua totalidade, as pessoas poderiam interagir umas com as outras, trabalhar, estudar e ter uma vida social por meio de seus avatares (bonecos virtuais customizados) 3D. Ou seja, o objetivo é que pessoas não sejam apenas observadores do virtual, mas façam parte dele.

Importante dizer que este cenário ainda não é totalmente possível. Muitas das tecnologias necessárias para que o Metaverso se torne real ainda precisam ser desenvolvidas. 


COMO SURGIU O METAVERSO E AS PRIMEIRAS TENTIVAS

Apesar de estar super na moda hoje, o termo Metaverso já existe há algumas décadas. Foi o escritor Neal Stephenson que falou sobre isso pela primeira vez em seu livro de ficção científica “Snow Crash”, publicado em 1992. 

A obra conta a história de um entregador de pizza na “vida real”, o Hiro Protagonist, e que no mundo virtual (na história é chamado de metaverso) é um samurai.

Ernest Cline também tratou do tema no livro “Ready Player One” (Jogador Número 1), que em 2018 ganhou as telas do cinema na direção Steven Spielberg. No livro, os personagens vivem em um mundo imaginário e, para fugir da realidade, costumam passar horas e horas no OASIS, um simulador virtual que dá a eles a possibilidade de serem o que bem entenderem.

Há alguns anos vemos projetos tentando criar algo parecido ao Metaverso, como por exemplo o jogo Second Life, de 2003 pela empresa Liden Lab. Nesse jogo, temos um ambiente virtual 3D que simula a vida real. Nele o usuário pode criar avatar e socializar. 

Na época, apesar do jogo ter atraído milhares de usuários, não conseguiu unir completamente os mundos real e virtual porque não foi capaz de criar uma economia digital, na qual as pessoas pudessem ganhar dinheiro ou mesmo ter uma propriedade virtual, algo que hoje em dia é possível.

Hoje, vemos jogos como Roblox, Fortnite e Minecraft que também materializam do conceito do Metaverso. Nesses jogos, as pessoas criam seus próprios personagens, participam de missões, se relacionam uns com os outros e vão a eventos, como por exemplo, o show da cantora Ariana Grande no Fortnite, que reuniu milhares de pessoas.

Agora, o conceito de Metaverso, hoje em dia, vai muito além dos games online. A ideia é que todos os aspectos da vida real da pessoa, tais como, lazer, trabalho, relacionamentos, estudo e outros, sejam permeados de forma imersiva pelo digital, e vice-versa.


TECNOLOGIAS ENVOLVIDAS NO METAVERSO

Para fazer com que o Metaverso funcione, necessitamos das seguintes tecnologias:


1. REALIDADE VIRTUAL

Realidade Virtual é um ambiente 3D construído por meio de softwares. Para ter acesso a essa simulação da realidade, os usuários precisam de computadores, óculos de realidade virtual, fones de ouvido e outros equipamentos. 


2. REALIDADE AUMENTADA

Diferente da realidade virtual, que leva o usuário para dentro do mundo virtual, a realidade aumentada insere dados virtuais no mundo real. Há vários games para smartphones que usam a tecnologia, como o Pokémon Go. Há também óculos de AR que mostram em suas lentes informações sobre o ambiente. 


3. BLOCKCHAIN, NFTS E CRIPTOMOEDAS

Blockchain é a tecnologia que permitiu criar o bitcoin, a primeira e mais famosa criptomoeda do mundo. Com esse sistema é possível rastrear o envio e recebimento de alguns tipos de informações pela internet. Ele é altamente seguro, e por isso é a tecnologia que viabiliza a transação das criptomoedas.

Os NFTs (non-fungible token – ou token não-fungível) também serão usados no Metaverso. O NFT é um código de computador que serve como autenticação de um arquivo, garantindo que ele é único. Ele seria usado para autenticar as transações de todos os itens dentro do Metaverso, como um imóvel virtual, dando a certeza de que ele é único.

Com essas tecnologias, seria possível efetuar transações financeiras no Metaverso, negociando propriedades virtuais, criptomoedas e até roupas para os avatares, obras de artes digitais, jogos e outros itens. 

A ideia é que as empresas “reais” consigam existir no Metaverso para vender seus produtos em versões virtuais. Assim conseguiríamos integrar o mundo “real” e o “virtual”.

Apesar de precisarmos dessas tecnologias para acessarmos o esse mundo “virtual”, Metaverso, em si, não se refere a nenhum tipo específico de tecnologia, e sim a uma ampla mudança na forma como interagimos com o mundo digital. 

No Metaverso, teremos a impressão de total imersão no mundo virtual numa junção de união da realidade aumentada com a realidade virtual. Ou seja, as telas planas de celulares, computadores e tablets serão substituídas por uma experiência 3D, em que seria possível interagir com objetos e informações variadas.


COMO SERÁ O METAVERSO? 

Muito difícil responder essa pergunta, uma vez que ele ainda não existe de maneira 100%. 

O que sabemos é que os usuários teriam os seus próprios avatares e poderiam trabalhar, manter contato com amigos, construir e decorar uma casa, comprar roupas e acessórios, ir a shows, fazer viagens, entre outras coisas, de maneira virtual, claro. 

Ainda seria possível encontrar os amigos para ver um filme no cinema ou ver uma exposição de arte que só existem no metaverso. E, na hora de acessar um site, em vez de simplesmente abrir a página no seu computador ou celular, daria para realmente entrar nela.

A ideia é que o metaverso também tenha a sua própria economia e moedas, com as quais os usuários poderão comprar, vender e negociar imóveis digitais, itens diversos, acessórios para o avatar e muito mais.

Se realmente o metaverso conseguir se materializar dessa maneira, teremos mudanças em várias áreas das nossas vidas, como por exemplo:


a) Trabalho

Faremos reuniões de trabalho dentro do metaverso (essa é uma das principais apostas de empresas de tecnologia como o Facebook e a Microsoft). Seria possível simular reuniões presenciais, manter contato visual com avatares e interagir de maneira mais intensa com os colegas.


b) Educação

Seria possível promover aulas dentro do mundo virtual, com uma experiência mais reais para os alunos. Como por exemplo, no curso medicina, daria para estudar o corpo humano com hologramas tridimensionais, ou até mesmo cirurgias e tratamentos de doenças à distância poderiam ser feitos no Metaverso, como afirmou a CEO da Microsoft no Brasil, Tânia Cosentino, em uma entrevista recente.


c) Entretenimento

É nessa área que estão as principais iniciativas desenvolvidas até agora. Mas a ideia é que o Metaverso vá muito além dos jogos, oferecendo experiências completas de entretenimento, incluindo shows, filmes, televisão, esportes, videogames, viagens, obras de artes etc.


d) Economia

Especialistas acreditam que uma economia completa poderia existir dentro do mundo virtual, com transações de terras, imóveis, serviços, transporte, arte digital e muito mais. 
Toda essa economia estaria ancorada no blockchain, nas criptomoedas e nos NFTs. 


QUANDO O METAVERSO SERÁ REALIDADE? 

Ainda não dá para prever com exatidão, mas em outubro de 2021, Mark Zuckerberg, fundador e presidente do Facebook, ao anunciar que a empresa passaria a se chamar Meta, afirmou que o Metaverso pode fazer parte do nosso dia a dia nos próximos 5 ou 10 anos. 

Mas o único consenso entre os especialistas é de que esse não é um sonho para o curto prazo. Apesar de estarmos caminhando para isso.


CRÍTICAS AO METAVERSO

São várias as críticas ao Metaverso, mas as principais são: centralização de tecnologia, privacidade dos dados, crimes virtuais, como respeitar os direitos autorais e o vício nesse “novo” mundo virtual.

Apesar de todos esses problemas, o Metaverso com certeza irá revolucionar nossas vidas e devemos estar preparados para isso.


Gostou do nosso conteúdo? Então siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro de mais informações e acompanhe o nosso blog.


Referências:
https://bit.ly/3JEp8WS
https://bit.ly/3JtG1nf
https://bit.ly/3LXQzfR
Compartilhe este artigo em suas redes sociais:
Avalie este artigo:
[yasr_visitor_votes size=”medium”]

Conteúdo

Nossos artigos mais recentes

Leia sobre as últimas tendências na área de tecnologia
Blog 16-05
Neste texto iremos falar sobre um assunto primordial na programação: o bem-estar...
Blog 14-05
Participar de competições de programação é um teste não só das habilidades...
NEARSHORE_ LATAM AS THE MAIN DESTINATION FOR THE BEST IT TALENT thumb blog
À medida que navegamos por um mundo em constante transformação e evolução...

Extra, extra!

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com as novidades em tecnologia, transformação digital, mercado de trabalho e oportunidades de carreira

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur. Venenatis facilisi.