Games, só para crianças. Será?

(5 minutos de leitura) Autor: Roberto Wik O mercado gamer é enorme e cresce muito ano após ano, não só no Brasil, mas em todo o mundo. Estima-se que agora em 2022 esse mercado continue crescendo, principalmente nas plataformas mobile

Games, só para crianças. Será?

Autor: Roberto Wik

(5 minutos de leitura) 


Com a pandemia do COVID-19 milhares de novos visitantes recorreram às plataformas de jogos para passar o tempo, causando um aumento maciço de jogadores e receita.

O mercado gamer é enorme e cresce muito ano após ano, não só no Brasil, mas em todo o mundo. Estima-se que o mercado de jogos tenha atingido cifras de US$ 198 bilhões em 2021 e que pode chegar a US$ 340 bilhões até 2027.

O mercado de jogos é altamente fragmentado, pois a demanda por jogos online e a crescente penetração de aplicativos móveis em todo o mundo atendem a uma intensa rivalidade entre os participantes do mercado. Os principais players do mercado são Sony Corporation, Microsoft e Nintendo, continuamente inovando e lançando consoles de jogos de última geração, aumentando ainda mais a concorrência.
Os avanços tecnológicos contínuos na indústria de jogos estão impulsionando significativamente o crescimento desta indústria. Eles estão aprimorando a maneira como os jogos são criados e melhorando a experiência geral de jogo dos usuários.

Desenvolvedores de jogos, principalmente em economias emergentes, vêm aprimorando a experiência de jogo lançando e reescrevendo códigos para diversos consoles/plataformas, como PlayStation, Xbox e Windows PC, incorporados em um produto autônomo fornecido aos jogadores por meio de uma plataforma em nuvem.

A crescente conectividade com a Internet, a crescente adoção de smartphones e o advento da conectividade de alta performance como o 5G, aumentaram ainda mais a demanda do mercado de jogos em todo o mundo.


O MUNDO GAMER NO BRASIL

O mercado brasileiro de jogos é o maior da América Latina e o 12º maior do mundo, estimado em US$ 2,3 bilhões em 2021 segundo pesquisa da Newzoo, com um consumo crescente de jogos para desktop e para dispositivos móveis. Apesar disso, o país ainda tem um enorme potencial para desenvolver este mercado, principalmente graças ao aumento da disponibilidade de acesso à internet e smartphones. Estima-se que cerca de 95 milhões de brasileiros jogam games online atualmente, sendo mais de 85 milhões com o uso de celulares.
Curiosamente, a maioria deles é do sexo feminino (51,5%), sendo que o mercado de jogos para celular tem um número significativamente maior de jogadoras – 62,2%. Mais da metade dos jogadores tem menos de 34 anos e durante a pandemia, 51,5% dos gamers passaram a ficar mais tempo jogando online com os amigos. E com isso, 42,2% passaram a gastar mais dinheiro em jogos.


PANORAMA PARA O DESENVOLVIMENTO DE GAMES NO BRASIL

O panorama para o desenvolvimento de games no Brasil vem mudando significativamente nos últimos anos, com a presença cada vez mais marcante de jogos criados por desenvolvedores locais que começam a ganhar atenção de publicadoras, consoles e público internacional.

Só de 2014 a 2018, o número de desenvolvedoras de games passou de 142 para 375, isto é, aumentou em 164%. Com o mercado de jogos em crescimento, há cada vez mais oportunidades para se inserir nele.

Com esse cenário positivo, não é surpresa alguma que as produtoras de games invistam densamente na fabricação de novos jogos, pois mercado não falta. Entre algumas das empresas brasileiras desenvolvedoras de games e seus jogos de destaque estão a Aquiris  com o jogo Horizon Chase Turbo, a Wildlife Studios com os jogos Zooba e Tennis Clash, a Yupi Devshop com o Vila Saudável, e a Tapps Games com os jogos Bid Wars e MyBoo.

Além destes, empresas como Magazine Luiza, uma das maiores varejistas do Brasil, deu um grande passo em julho de 2021 comprando a KaBuM, empresa líder em tecnologia gamer. O objetivo é marcar território no gigante mercado gamer e potencializar o superapp. 

Outra novidade neste mercado ficou por conta de três ramos diferentes – NuBank, Ambev e iFood, porém com o mesmo alvo: mercado de games! A parceria entre as empresas tem como objetivo ser uma das maiores iniciativas no país para games, através do GG WP (Good Game WP).

Como pode-se ver, as empresas brasileiras se dedicam e investem a produzir jogos cada vez mais interessantes e atraentes, capazes de chamar a atenção de jogadores do mundo todo.


Gostou do nosso conteúdo? Então siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro de mais informações e acompanhe o nosso blog.


Referência:
https://bit.ly/3j0gR4I
https://bit.ly/3J6sku4
https://bit.ly/3DED6H5
https://bit.ly/3NFxjFL

Autor: Roberto Wik é executivo de negócios, consultor em gestão, transformação digital e tecnologia, empreendedor e investidor. (linkedin.com/in/roberto-wik)

Compartilhe este artigo em suas redes sociais:
Avalie este artigo:
[yasr_visitor_votes size=”medium”]

Conteúdo

Nossos artigos mais recentes

Leia sobre as últimas tendências na área de tecnologia
Blog 23-05-min
Você é apaixonado por programação e está sempre em busca de maneiras...
Blog 21-05
A tecnologia blockchain está transformando várias indústrias por meio dos aplicativos descentralizados...
Blog 16-05
Neste texto iremos falar sobre um assunto primordial na programação: o bem-estar...

Extra, extra!

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com as novidades em tecnologia, transformação digital, mercado de trabalho e oportunidades de carreira

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur. Venenatis facilisi.